domingo, março 20

NAYAH SABORES DA AMAZÔNIA e CAFÉ&PAUTA BISTRÔ. Uma Parceria de Futuro.



Ao centro, Graça Duarte, dona do Café&Pauta Bistrô

Em breves dias as Delícias da Natureza feitas pela NAYAH Sabores da Amazônia estarão à venda nos quiosques e lojas do Café&Pauta Bistrô, do Rio de Janeiro.


O Café&Pauta Bistrô  é um resgate do Café com Cultura. Um espaço temático que une Café, Jornalismo e Cultura. Tardes de autógrafo,  exposições e experiências culturais especiais, como a magnífica iniciativa “Trocando Histórias”, em que você deixa aquele livro que tanto gostou de ler e leva uma literatura indicada por outro cliente. Iniciativa essa que já vem até sendo imitada, não com o mesmo nível dos títulos.


A qualidade dos produtos oferecidos é outro diferencial dessa Cafeteria. O café utilizado é padrão Gourmet 100% Arábica, moído na hora, servido, espresso (com “s” mesmo), prensado ou coado, quente, gelado e aromatizado, já que os produtos são finalizados na hora. E saborosas sopas, tapiocas, massas, bruschettas, saladas, quiches e sanduíches gourmet, bolos, muffins artesanais exclusivos, tortas e doces são oferecidos. Uma carta de licores, vinhos e cervejas especiais completa esse lugar “para você se recarregar, refletir e degustar o que há de melhor, enfim, o momento mais gostoso do seu dia”, nas palavras da proprietária, a jornalista Graça Duarte.

          Com essas propostas, o Café&Pauta Bistrô é o parceiro ideal para a NAYAH Sabores da Amazônia, que conjuga Gastronomia, Cultura e Inovação Tecnológica em Chocolate.

         Marca lançada em setembro de 2015, durante o Festival Internacional do Cacau e Chocolate da Amazônia, realizado em Belém do Pará, a NAYAH esteve no Salon du Chocolat de Paris, em outubro de 2015 e estará no Festival Internacional do Chocolate de Óbidos/ Portugal, em abril deste ano. É um empreendimento das engenheiras de alimentos Luciana Ferreira Centeno e Camila Travassos Bastos, gestado na Incubadora de Empresas da Universidade Federal do Pará. Luciana é PhD em Ciência e Tecnologia de Alimentos pela Cornell University/USA e professora do Curso de Gastronomia da Universidade da Amazônia/Unama. Camila é Mestre em Ciência e Tecnologia de Alimentos, pela Universidade Federal do Pará.



Neste mês de março, a NAYAH colocou no mercado uma linha de produção especial em homenagem aos 400 Anos de Belém que se comemora este ano. Consta de 5 tipos de chocolates finos com cacau nativo da Amazônia, de 80 gramas cada um. Um ponto turístico de Belém é evidenciado em cada um deles, com a narração de fatos históricos muito interessantes. Esses chocolates podem ser comprados individualmente, mas se você adquire o box especial com os cinco tipos, você tem 400 gramas do melhor chocolate  produzido na Amazônia.

                                                              

          A NAYAH que tem outros projetos semelhantes ao “Belém 400 Anos” e o Café&Pauta Bistrô são assim dois empreendimentos criativos,  um da Amazônia e outro da Região Sudeste (Rio de Janeiro) que se completam e se identificam na responsabilidade social e valorização da Cultura e também, na qualidade de seus produtos e atendimento de excelência.

 O Café&Pauta Bistrô até o momento tem dois quiosques, um no  Praia Shopping Botafogo (5º. Piso, em frente ao Restaurante “Da Silva”) e outro no Boulevard Rio Shopping (Vila Izabel). Além disso, tem loja franqueada no Shopping Nova América (Linha Amarela), outras lojas em fase de negociação, inclusive a abertura de pontos de venda no Shopping Recreio (ao lado do Out Back) e no Shopping Rio Design. Também programada a franquia de loja de rua na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Na loja de rua, Graça diz, “há mais liberdade para a realização de Saraus e outros eventos culturais que vão além das dez da noite, horário de fechamento dos Shoppings, que tem suas regras próprias de funcionamento”. Nesse sentido já há propostas de franquia para Niterói e São Paulo. O importante, acrescenta, é que “O franqueado tenha espaço disponível fora de praça de alimentação e entenda bem a proposta: O Café&Pauta Bistrô é um Café Cultural. Não é um fast-food mas um espaço gourmet”.


Graça que trabalhou por muitos anos como produtora de TV, inclusive na Rede Globo, diz que “fazer matéria no Rio é fogo” e que, quando concluía uma pauta, ela parava pra tomar um café e esse era o melhor momento do dia para ela. Por isso quando resolveu partir para outra atividade, sua opção foi pelo Café Bistrô, sem esquecer as coisas da profissão de jornalista. Daí os sugestivos nomes de pratos no cardápio Café&Pauta Bistrô, que não é fechado a inovações. Alguns dos cafés e pratos surgiram em razão de pedidos e sugestões de clientes. É realmente, para o tempo vivido no Café&Pauta Bistrô ser “o momento mais gostoso do seu dia”. E também para formar uma rede de Café, Cultura e Aconchego.


Tapioca do Editor, do Foca e do Fato